Classe Social

CLASSE SOCIAL

Esse é um conceito de difícil definição por essas bandas do planeta. Como definir quem pertence à classe social A, B ou C? Nos últimos anos se alardeia um alargamento da classe média no brasil. Cá pra nós, alargaram também os critérios para se considerar um apessoa classe média.

Hoje uma pessoa que ganha R$ 1.300,00 é considerada classe média. Isso é uma piada. Desde quando 2 salários mínimos guindam alguém para a classe média?

Nessa seara vamos encontrar metodologias para todos os gostos. O IBGE considera algumas coisas, as empresas consideram outras e assim vamos. Os políticos e especialmente os partidos de esquerda consideram outros ainda.

Gráfico Classe Social
Gráfico Classe Social

A Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa criou um critério. Podemos concordar ou não mas é um critério objetivo. Segue o link dos critérios:

http://www.hostpobre.com/como-descobrir-sua-classe-social.html

É difícil imaginar que comprando um aspirador de pó você possa mudar de classe social, ou comprando mais um rádio ou TV. A posse de alguns bens de uso ou de consumo compõem os principais quesitos para classificação econômica. A renda das pessoas (salário + outras rendas) está sempre presente, mas tem um papel secundário.

É claro que não quero esgotar o assunto, nem aqui seria o local adequado. Cada um de nós pertence a determinada classe social independente do critério utilizado e queremos ascender socialmente. Já fui classificado de ‘alpinista social’ por um superior que também tinha sido meu professor.

Sem definições precisas, a Classe C é o novo filão de tudo no Brasil. Da venda de automóveis, apartamentos, bens de consumo, computadores a diversões e viagens. Esses novos entrantes da ‘classe média’ é que estão fazendo essa bolha de 2010 com crescimento da economia previsto para perto de 7%. Será sustentável? Essa turma vai honrar os carnês dos financiamentos que estão fazendo?

Essa turma guarda nossos preciosos 10% ao mês? A revolução na economia precisa virar uma revolução na educação financeira.

É PRAJA JÁ!

@minhagranacm

cleber9998@gmail.com

Vamos adiante

EM UMA DISTANTE CAPITAL

 

OUVI FALAR QUE EM UM PAÍS DISTANTE, ONDE A DEMOCRACIA AINDA NÃO CHEGOU, ONDE  O NÍVEL DE VIDA E DISTRIBUIÇÃO DE RENDA SÃO HORRÍVEIS, OS REPRESENTANTES DO POVO ESTAVAM USANDO O DINHEIRO DOS IMPOSTOS EM FAVOR PRÓPRIO, CORROMPENDO PESSOAS, EMPRESAS E INSTITUIÇÕES. NESSE PAÍS AS PESSOAS ACREDITAM QUE ISSO É NORMAL E FAZ PARTE DA VIDA.

 

Prezado amigo, eu me recuso a achar que isso é normal. Me recuso a achar que os seres humanos desse país, assim como os dos demais, criados para serem perfeitos, possam tratar o próximo dessa maneira. Ah, deve ser brincadeira de alguém.

 

Todos os dias somos assaltados por notícias vindas da distante Brasília de alguma falcatrua ou esperteza para que os mesmos continuem fazendo as mesmas coisas.

 

Eu me recuso a achar que todos são iguais, me recuso a dizer que são todos farinha do mesmo saco. Enquanto um país gigantesco tenta se levantar puxando os próprios cabelos, os senhores de sempre estão lá, se locupletando e se digladiando por migalhas e trocadinhos dos nossos impostos.

 

Realmente, a política é muito importante para ser deixada nas mãos dos políticos. O que esses caras propõem para o futuro do seu filho?

Qual é o compromisso deles com o futuro das próximas, e caramba por que não, desta geração?

 

São os mesmos, os que choram em palanque, os que abraçam criancinhas, que beijam mulheres maltrapilhas e sujas, sobem o morro com um exército de bem-alimentados, sorrindo, acenando, prometendo e mentindo, mentindo muito.

 

Proponho que tenhamos memória. Que nos lembremos de quando um povo unido derrubou um presidente corrupto, alguém se lembra de seus aliados? Pois bem, são os mesmos que hoje cobram salários milionários para votarem isso ou aquilo. Não acreditam em nada, nem em ninguém. Não são fiéis a nada, nem a ninguém.

 

Enquanto isso, temos mais o que fazer, temos mais para aprender e ensinar. Só mantendo os atuais níveis de ignorância do povo é que continuaremos a ver cenas dessa natureza em horário nobre.

 

Outro dia na Espanha, em uma semana as pessoas derrubaram um governante pelo simples fato de que todos se conscientizaram de que esse governante (líder) havia mentido.

 

Qual o credo dos nossos líderes? O que estão tentando nos ensinar? Como querem ser lembrados? A esperteza e o oportunismo tomam conta das pessoas, o descrédito é generalizado.

 

Proponho então, desligue a TV. Você não precisa deles. Trabalhe, estude, ensine, viva, mas viva tudo o que você acredita. Converse com as pessoas sobre as coisas que esquentam seu sangue. É assim, fazendo o trabalho de um, dois, três, cem ou mil, que vamos nos livrar desses canalhas.

 

Como diz o Ricardo Jordão, não importa quanto tempo vai levar. Eu e você podemos, e se você não topar, eu vou assim mesmo. Eu acredito e eu quero.

 

Se é preciso fazer algo quanto a isso?

 

É pra já. Vamos adiante. Uma vida melhor, para todos. Não importa quanto tempo vai levar.

 

 

CLÉBER JOSÉ DE MIRANDA

cleber.miranda@oi.com.br

Texto escrito no primeiro semestre de 2005, no auge da crise do mensalão. Mudou muita coisa?

Estamos no FACEBOOK e no YOUTUBE.

Que tal começar a mudar sua vida financeira? Poupe hoje.

Entre em contato: cleber9998@gmail.com

Ser pobre

O que é ser pobre? A grande maioria dos brasileiros, ainda, é pobre. Isso tem mudado bastante para uma situação mais confortável com aumento do número de pessoas na classe C.

Mas afinal  o que é ser pobre? Os institutos de pesquisa como o IBGE usam o Paridade Poder de Compra (PPC). Se você tiver uma máquina de lavar na sua casa, um computador, um secador de cabelo, você pode ser considerado de classe média ou até mesmo rico por critérios estatísticos.

Tenho dito algumas vezes que a pobreza tem dois aspectos:

1) ESTATÍSTICA:, se você romper com determinado patamar de rendimento como família você deixa de ser pobre; 2) COMPORTAMENTAL-PSICOLÓGICA: Nesse ponto o buraco é mais embaixo. Grandes escritores e empreendedores já identificaram características dos pobres e compararam com características, comportamentais dos ricos.
Particularmente penso que pobreza é mais comportamental e psicológica que estatística e se revela na falta de ambição, falta de assunção de responsabilidade por mudar a situação. Não será uma estatística oficial ou o cálculo do número de eletrodomésticos que irá definir minha situação de vida.
É necessário considerar os casos extremos de incapacidade para o trabalho, mas na maioria das vezes alguém que reclama bastante da vida tende a ser pobre.

Aqui temos a questão da postura diante da vida, dos desafios e das oportunidades.

Nós, brasileiros, temos um comportamento pobre a respeito de responsabilidade. Nós ficamos esperando alguém fazer alguma coisa a respeito. Ora bolas, mas é a minha vida, eu não vou esperar por ninguém. Você vai esperar o Congresso Nacional? O Lula? Ou quem? Da sua vida cuida você, da minha cuido eu. Ficar esperando vem junto com outra característica tupiniquim bastante danosa, humilda exagerada. Li um texto em inglês que dizia que pobre é bom ouvinte e obediente. Pobre anda de cabeça baixa, quase pedindo desculpas à vida por ter nascido.

Pobre diz que a conta que chegou na sua casa para ele pagar é injusta. Meus caros, salvo raríssimas exceções, quando uma conta chega na sua casa é porque você comprou algo, usou um serviço, ou pior ainda, pegou dinheiro emprestado. There’s no free lunch! Não existe almoço grátis.

Vou falar mais disso.

Nada é de graça nessa vida. Melhorar de vida exige disciplina e dedicação. Exige plantar antes para colher depois. Sempre existe recompensa para quem ‘planta’.

Nós precisamos criar uma geração de empreendedores confiantes, com ou sem dinheiro, mas que resolva mudar o curso da nossa triste história.

Cuide do que é seu, porque é seu.
É PRA JÁ

Estamos no FACEBOOK e no YOUTUBE.

Que tal começar a mudar sua vida financeira? Poupe hoje.

Entre em contato: cleber9998@gmail.com

Os 10 Mandamentos de Carlos Slim, o homen mais rico do mundo.

Segue abaixo um pouco da sabedoria de Carlos Slim, o dono da Claro, NET, Embratel e mais um monte de empresas de sucesso.

“O empresário é um criador de riqueza, que a administra temporariamente” Carlos Slim.

1. Prefira estruturas simples, organizações com níveis hierárquicos mínimos, flexibilidade e rapidez na tomada de decisões. As vantagens da pequena empresa é que fazem grandes as maiores empresas.
2. Manter a austeridade em tempos de vacas gordas fortalece, capitaliza e acelera o desenvolvimento da empresa. Desse modo, evitam-se ajustes drásticos nas épocas de crise.
3. Permaneça sempre ativo na modernização, simplificação e melhoria incansável dos processos produtivos. Procure aumentar a produtividade e a competitividade, reduzir os gastos e os custos, guiando-se pelas mais altas referências mundiais.
4. A empresa nunca deve limitar-se aos parâmetros do proprietário ou do administrador. Sentimo-nos grandes em nossos curraizinhos.
5. Não há objetivo que não possamos alcançar trabalhando unidos, com clareza de objetivos e conhecendo as ferramentas disponíveis.
  1. O dinheiro que sai da empresa evapora. Por isso, reinvestimos os ganhos.

  2. A criatividade é aplicável não só aos negócios, mas também à solução de muitos dos problemas de nossos países.

  3. O otimismo firme e paciente sempre rende frutos.

  4. Todos os tempos são bons para os que sabem trabalhar e têm como fazê- lo.

  5. Nossa premissa é que daqui nada se leva. O empresário é um criador de riqueza, que a administra temporariamente.

Estamos no FACEBOOK e no YOUTUBE.

Que tal começar a mudar sua vida financeira? Poupe hoje.

Entre em contato: cleber9998@gmail.com