O que fazer em tempos de Crise? 2 Dicas essenciais

Nesses tempos de crise e juros altos o que você está fazendo?
Pesquisas relatam que o ‘ajuste fiscal’ chegou nas famílias brasileiras e as pessoas estão adiando consumo, renegociando dívidas e mudando planos.

Pode ser que existam oportunidades de Renda Extra a serrem exploradas nessa época.

A Selic está em 14,25% ao ano e os juros no Cheque Especial atingem 300% ao ano. Os juros do cartão de crédito estão proibitivos.
Dicas do que fazer nesses tempos de vacas magras que tossem.

 

Dívidas
Dívidas

Dica 1 – Corte Gastos
Passe um pente fino nas suas despesas. Corte o que não é essencial.

Repense cada despesa. Liste tudo o que você compra.

Verifique conta de água, luz e telefone. Reúna a família. Observe se não existem desperdícios.

Dica 2 – Mude hábitos de consumo
Você nunca foi de pechinchar? Que tal começar?
Tempos de crise não são bons momentos para frescura. Negocie o preço de tudo, chore, reclame. Não tem jeito. Seu dinheiro é suado. O meu é. É duro ganhar, assim, deve ser difícil tirar R$ 1,00 do seu bolso.

Compartilhe conosco o que tem feito para enfrentar a crise.

Você cortou gastos?
O que cortou?
Mudou algum hábito de consumo?

Conte para nós.
Tempos difíceis, vamos compartilhar.

Nesse esforço de recuperação financeira, pergunte a si mesmo e à sua família como se livrar das dívidas.

Nunca menospreze a possibilidade de renegociação de dívidas e pacotes, seja de internet, tv ou celular.

Para mudar você precisa ser honesto consigo mesmo e com sua família.

 

Cléber Miranda

 

 

Infográfico MATADOR com 3 dicas para sua RECUPERAÇÃO FINANCEIRA

Você quer se recuperar da situação financeira em que se encontra?

1. GASTOS EQUILIBRADOS

Colocar os gastos em ordem pode salvar sua vida financeira. Sem controle seus gastos podem arruinar sua vida financeira.

2. VELOCIDADE DE REDUÇÃO DAS DÍVIDAS

Quitar dívidas. Esse é o lema. Reduzir o endividamento deve ser uma boa meta para qualquer pessoa. Sair das dívidas deve ser um objetivo constante.

3. VELOCIDADE DE CRESCIMENTO DOS INVESTIMENTOS

Seus investimentos vão crescer dependendo de duas coisas:

  • Seus aportes ou depósitos;
  • Taxa de juros das suas aplicações

A combinação do item 2 com o item 3 pode levar suas finanças às alturas.

Veja abaixo o infográfico: